Connect with us
coin coin

Meios de Pagamento

3 tendências mundiais do setor de pagamentos

Published

on

Papo rápido.

O mercado de pagamentos está sempre cheio de novidades no Brasil e no mundo. Inovação é a palavra de ordem, e os investimentos em soluções tecnológicas ou capazes de criar uma experiência mais agradável para os usuários estão criados e divulgados todos os dias. A velocidade de novas tecnologias quase sempre são impossíveis de se seguir.

Para que você fique por dentro do que pode acontecer muito em breve no mundo e deve desembarcar no Brasil a qualquer momento, confira a nossa seleção de novidades abaixo:

Carteiras móveis para celular seguem em frente, mas a passos pequenos

Como era de se esperar, novidades como a Apple Pay, Samsung Pay e Android Pay foram lançadas no ano passado mas tiveram seu poder de alcance bastante limitado. A aceitação do público também ainda não é grande.

Aparentemente, vai levar algum tempo para que as pessoas deixem em casa seus cartões de plástico e comecem a usar o celular para fazer pagamentos – vale ressaltar que os Estados Unidos mal acabaram de começar a usar cartão com chip EMV, e opções como Coin (o cartão eletrônico unificado) estão revendo seus modelos de negócio.

coin

Nem mesmo o lançamento do Apple Watch ajudou a alavancar o Apple Pay, e a solução de pagamento da empresa da maçã está expandindo-se com cautela e bem devagar. No Canadá, por exemplo, eles fecharam contrato com apenas um banco e uma bandeira de cartão de crédito, o American Express.

Ainda assim, o Apple Pay conquistou o apoio da Starbucks, que apesar de contar com seu próprio app, incentiva seus clientes a usarem a solução concorrente. E tanto Apple quanto Samsung e Google (a qual comamda o Android Pay) devem ter comemorado o sumiço rápido da Amazon Wallet, a qual parecia ser um potencial concorrente. (?)

Senhas devem continuar a sair de moda

As senhas ainda não morreram, mas seu fim é certo. Ninguém gosta mesmo de ter que lembrar números, palavras-chave, respostas secretas, por isso qualquer solução que venha a deixar isso no passado é muito bem-vinda.

Desta forma, soluções que visam reconhecer e verificar a identidade do usuário via selfie, impressão digital, tokens e até pulsação cardíaca continuarão a ganhar espaço e a ser lançadas muito em breve.

paytango

Devices como o PayTango, crescem rapidamente nos EUA. (Fonte: Reprodução PayTango)

E isso não é só ideia de startups. Empresas consolidadas como a Mastercard estão investindo pesado neste tipo de tecnologia, pois esta garante também maior segurança para as transações, e a consequente diminuição no número de fraudes. E falando em segurança…

Medidas contra o cibercrime devem crescer

Com o volume de dinheiro e de informações pessoais ficando cada vez maior no mundo virtual é também de se esperar que o cibercrime cresça, infelizmente. Por isso, empresas de e-commerce, financeiras, de pagamentos, operadoras de crédito, entre outros, estão fazendo fortes investimentos na busca por medidas capazes de evitar desvio de saldos e compras não-autorizadas.

konduto

Konduto vai além de blacklist. (Fonte Reprodução Konduto)

E essa situação deve ganhar ainda mais importância com o crescimento da pressão dos consumidores. Se estes antes pouco se importavam com a ação dos hackers, pois estavam protegidos por lei a terem seu dinheiro de volta, o crescimento roubo de identidades e de informações sigilosas deve fazer com que muitos escolham essa ou aquela loja virtual de acordo com o nível de segurança oferecida.

Empresas como SiftScience e Konduto pelo que parece, ainda resolverão problemas por muito tempo.

 

Luciana é uma jornalista radicada em Dublin na Irlanda. Redatora, já foi Relações Públicas do Estado da Bahia. É uma das melhores jornalistas de finanças do país.