Connect with us
maiores fintechs de pagamento maiores fintechs de pagamento

Pagamento

Maiores fintechs de pagamento do Brasil

Published

on

É difícil lembrar como era a vida antes que os aplicativos móveis nos permitissem fazer compras ou pagar amigos com apenas alguns cliques, não é? As inovações das maiores fintechs de pagamento tornaram a maneira como movimentamos dinheiro mais conveniente do que nunca.

Antes da pandemia, as empresas de pagamentos eram algumas das fintech com crescimento mais rápido. E, como a pandemia causou um pico nas transações online, essas startups tiveram seu desenvolvimento intensificado.

No mercado internacional, vimos as fintechs Stripe e Plaid quase triplicaram suas avaliações em um ano, atingindo US $ 95 e US $ 13,4 bilhões, respectivamente. E no Brasil as fintechs de pagamento também estão aproveitando esse ótimo momento do mercado.

Mas quais são as maiores fintechs de pagamento do Brasil e o que podemos esperar dessa tendência? Descubra logo a seguir!

Como funcionam as e quais são as maiores fintechs de pagamento do Brasil?

Como o nome deixa bem claro, as fintechs de pagamento são empresas que utilizam a tecnologia financeira para desenvolver soluções de pagamento. Elas são as que mais se aproximam do uso cotidiano do consumidor final. Afina, sua função é simplificar o processo de compra e venda de bens e serviços.

Alguns diferenciais que as fintechs de pagamento oferecem são máquinas de cartão sem cobrança de aluguel e diversas opções diferenciadas de cartão de crédito, como os pré-pagos.

Assim como faz parte da proposta básica de qualquer fintech, as especializadas em serviços de pagamento também surgiram para agilizar processos burocráticos e gerar mais praticidade para os usuários.

Utilizando de softwares e aparelhos eletrônicos, é possível realizar compras online sem a necessidade de possuir uma conta em banco ou pagar boletos sem precisar ir a um caixa eletrônico. Dessa forma, os consumidores não são mais “reféns” de bancos tradicionais, como há alguns anos.

As soluções oferecidas pelas fintechs de pagamento são especializadas e customizadas às necessidades dos clientes. Com isso, há uma mudança que acontece no ato de pagar e receber. A experiência de consumo como um todo seja muito mais agradável, tanto ao cliente quanto ao provedor.

Mas essas fintechs vão além de tecnologias de transações feitas com cartão. Uma das suas fortes características é o desenvolvimento de plataformas próprias de pagamento. A ideia é que os provedores, de marketplaces a empreendedores, consigam gerenciar as operações de pagamento de seus clientes, dispensando a máquina de cartão ou até a presença física dos envolvidos para isso.

O impacto das fintechs de pagamento no mercado

As fintechs de pagamento representam uma das maiores forças na terceira onda do mercado financeiro. Desde seu surgimento, quando poucos bancos exerciam o oligopólio do setor, ainda na primeira onda, inovações e novas formas de realizar pagamentos vêm surgindo aceleradamente.

Desde o surgimento das maquininhas de cartão até os modernos aplicativos, as fintechs de pagamento trazem inovação constante e afastam-se dos tradicionais terminais bancários.

Além do impacto direto causado pela utilização e ampliação das fintechs de pagamento, há também o impacto indireto – como as mudanças de regulamentação aplicadas pelo Banco Central em 2018.

Entre essas alterações, está a flexibilidade de autorização para funcionamento das instituições de pagamento. Dessa forma, elas têm liberdade de atuar, ficando sujeitas a autorização apenas a partir de determinada receita.

Outras mudanças são o reconhecimento do subcredenciador, que se trata de um agente facilitador de pagamentos, e a definição de um limite para o percentual cobrado pelas emissoras de transação com cartão de débito.

Além dessas, diversas outras alterações surgem com o objetivo de fomentar a competição e ampliar o uso de tecnologia em transações de pagamento e recebimento.

Otimismo do mercado de fintechs de pagamento

Este é um momento emocionante para o setor de pagamentos. Há muito apetite por empresas de pagamentos e esse interesse está impulsionando um ciclo de investimento de todas as formas de financiamento como nunca vimos antes.

Trata-se de um mercado que tem muito espaço para crescer. Afinal, os pagamentos globais com cartão de crédito, tanto para consumidores quanto para empresas, representam apenas cerca de um décimo do movimento total de dinheiro entre consumidores e empresas. Isso é cerca de US $ 15 trilhões de um PIB global que gira em torno de US $ 140 trilhões. Ou seja, 90% dos bens e serviços no mundo só podem ser pagos com algum tipo de dinheiro, enquanto há muito mais em linhas de cartão de crédito já emitidas que não podem ser utilizadas para essas compras por um motivo ou outro.

O mercado de pagamentos continuará a crescer impulsionado por várias novas tendências. Uma dessas tendências que se destaca é a simplificação da experiência de checkout arcaica, que agora pode ser incorporada como um recurso de pagamento instantâneo em tudo – desde entrega de comida e aplicativos de carona até aplicativos de entretenimento, viagens, bem-estar, jogos e educação.

No lado B2B, a inovação continua inabalável em um mundo onde cada negócio é diferente. Por conta das características particulares de cada empresa, nenhuma solução de pagamento única disponível hoje funciona para todos eles, e talvez nunca funcione.

Para muitas fintechs de pagamento, a oportunidade está justamente em ser capaz de aprimorar uma área-chave do mercado e eliminar o atrito das relações de pagamento internas.

Um exemplo de tal relacionamento é entre uma empresa que deseja explorar seu cartão de crédito para expandir seu capital de giro durante um período de pico, mas enfrenta um fornecedor que não aceita cartões de crédito. É aqui que uma solução fintech como a Plastiq permite que a empresa pagadora use seu cartão de crédito para fazer um pagamento enquanto o fornecedor ainda recebe o dinheiro sem que nenhuma taxa seja retirada.

E esse é apenas um exemplo em um mercado rico em possibilidades para pagamento inteligente e bem financiado e empresas de infraestrutura de pagamento para eliminar a fricção de pagamento e ineficiências de capital. Com base na inovação que vemos hoje e no tamanho da transformação que está em andamento nos pagamentos digitais, podemos esperar que as fintechs de pagamento continuem crescendo em ritmo acelerado nos próximos anos.

Maiores fintechs de pagamento do Brasil

No Brasil, existem diversos ótimos exemplos de fintechs de pagamento que trazem inovação para o mercado. Veja quais são os principais destaques:

EBANX

Fundada no Brasil, em 2012, o EBANX tem como objetivo conectar as empresas mais inovadoras do mundo a dezenas de milhões de latino-americanos através de pagamentos e outras soluções inovadoras. Essas soluções incluem pagamentos nacionais, pagamentos internacionais, rastreamento de encomendas e conta digital gratuita com cartão pré-pago para pessoas físicas.

PagSeguro

O PagSeguro é uma fintech que atua como meio de pagamento eletrônico e instituição bancária. Entre seus serviços estão a captura, transmissão e liquidação financeira de transações com cartões de crédito e débito – tanto no meio físico quanto no meio eletrônico.

Pagar.me

O Pagar.me é uma empresa que faz parte do grupo Stone Co. e tem como objetivo o desenvolvimento de produtos para oferecer praticidade aos e-commerces – permitindo o recebimento de pagamentos de forma segura para a loja e para o seu cliente.

Vindi

A Vindi é uma fintech de pagamento que surge em 2013 com foco em gerar praticidade para gerenciar cobranças e pagamentos online. Com suas soluções, os usuários podem receber pagamentos online através do cartão de crédito, débito ou boleto bancário.

Além disso, a empresa é especialista em recorrência e simplifica o mercado de pagamentos com uma plataforma online e automatizada – oferecendo soluções que ajudam as empresas a crescerem com maior eficiência operacional e de maneira sustentável.

Iugu

A Iugu é uma plataforma de automação financeira que nasceu com a missão de solucionar as dores financeiras dos negócios digitais. Para isso, são desenvolvidas ferramentas que conectam tecnologia, flexibilidade e segurança.

Acqio

A Acqio é uma fintech 100% brasileira que tem como propósito levar serviços financeiros de qualidade para o empreendedor brasileiro com soluções de pagamentos que atende milhares de clientes em todo o país. Presente em mais de 2.500 municípios brasileiros, os produtos da Acqio vão de soluções de captura, a transações eletrônicas, produtos de crédito, serviços para gestão e muitos outros.

PicPay

O PicPay é um aplicativo que funciona como uma carteira eletrônica para transferir valores para contatos e fazer pagamentos em estabelecimentos credenciados (à vista ou parcelados).

Yapay

A Yapay é uma plataforma de pagamentos completa especializada em criar soluções para quem deseja receber pela venda de um produto ou serviço prestado. Para isso, reúne ferramentas voltadas para negócios online, aplicativos, empresas SaaS e startups.

Juno

A Juno oferece tecnologia em serviços financeiros. Sua solução inclui uma conta digital completa e infraestrutura robusta para integração de sistemas, emissão de cobranças, recebimento de pagamentos e gerenciamento do dinheiro.

Asaas

O Asaas é uma fintech de pagamento com o propósito de aumentar a produtividade do empreendedor através da automação. Para isso, oferece soluções para o recebimento de cobranças para pessoa física, MEIs e grandes empresas.

Você já conhecia as maiores fintechs de pagamento do Brasil? Quer continuar acompanhando mais conteúdos como este? Então fique ligado no portal Fintechs.com.br!