Connect with us

Meios de Pagamento

Conductor está com sede de inovação.

Published

on

A Conductor é uma empresa líder em tecnologia de meios de pagamento e está com sede de inovação. Ela foi uma das apoiadoras do Innovation Pay, no ano passado.

Ela presta serviços high-tech para o mercado de Cartões de Crédito e Meios Eletrônicos de Pagamento, com soluções completas e homologada para processar cartões das bandeiras Mastercard, Visa, Elo e Goodcard, inclusive com opções para processamento de cartões Private Label e Open Private. Desde o varejo, até o segmento financeiro, a Conductor consegue atuar com um dos grandes agentes para viabilizar soluções de pagamento no país.

Este ano o planejamento está orientado pela integração do mundo físico ao digital a fim de melhorar a experiência do cliente final. O desafio constante da empresa é empoderar o cliente e proporcionar uma experiência incrível, para que, dessa forma, a Conductor alcance engajamento de colaboradores e do cliente final na utilização e divulgação em produtos e serviços oferecidos. Com 20 anos de experiência no mercado, a companhia desenvolveu um modelo único e inovador de atuação, com soluções arrojadas e uma plataforma própria conhecida pela sua flexibilidade. São mais de 90 mil pontos de venda integrados na plataforma, com abrangência nacional, para operar os mais de 40 milhões de cartões cadastrados.

Sede da Conductor em São Paulo. Foto: Reprodução

Focados no bem estar das pessoas e guiados pela ética, a Conductor incentiva novas ideias, troca de conhecimento, autodesenvolvimento, colaboração, transparência e respeito mútuo. A empresa está sempre conectada e atenta ao cliente e ao mercado, buscando novidades para oferecer atendimento mais qualificado.

É expressivo o crescimento da Conductor. Nos últimos anos importantes aquisições foram realizadas no segmento e, além disso, a base de clientes ativos foi ampliada. A distribuição aconteceu em segmentos como varejo, financeiras, instituições de pagamento e distribuidoras.

“Com os projetos em andamento e conquistas comerciais recentes, pretendemos superar a marca de 100 clientes ainda este ano. As transações financeiras processadas pela Conductor cresceram 61,5% em 2016 e a projeção para 2017 é de crescer mais de 40,0%, superando a marca de R$ 23 bilhões em movimentação financeira no ano”, comenta Anderson Olivares, diretor da empresa.

Empresa investe na Startup IZIO

Nos últimos anos, a companhia construiu um ecossistema onde o cliente define como utilizar a plataforma, de forma modularizada, onde as funcionalidades são oferecidas por interfaces na Conductor ou realizadas na estrutura do cliente. Tudo pode ser feito de forma flexível na iniciação do projeto, o que permite que mudanças aconteçam a qualquer momento, de acordo com a necessidade. A IZIO é conhecida como a mais nova unidade de negócio da empresa. Consiste numa solução de fidelização de clientes para lojistas que buscam conhecer melhor seu público-alvo e gerar fidelização, engajamento e aumento de vendas, por meio de um atendimento altamente especializado. Para Antonio Soares, CEO da Conductor, “a aquisição está alinhada com a estratégia da companhia em trazer soluções de alto valor agregado para a cadeia de meios de pagamento, melhorando a experiência dos portadores de cartões no varejo e impulsionando a rentabilidade dos nossos clientes“, comenta.

Em fevereiro de 2017, a empresa realizou o Tech Experience by Conductor, em parceria com o Centro Universitário de João Pessoa (UNIPÊ) e com apoio da Microsoft, que ministrou palestras durante o evento. Além disso, a Conductor promoveu o Hackathon, uma maratona de programação e desenvolvimento de soluções. Como premiação, a Microsoft ofereceu cursos e a Conductor abriu processo seletivo com 30 vagas para contratar desenvolvedores em sua filial de João Pessoa.

Os maiores desafios para 2017 incluem o lançamento de uma nova vertical para revolucionar o mercado de pagamentos com mobilidade e expandir a operação em novas localidades e em novos segmentos de negócio.

Que ótimo Conductor!

Advertisement
Click to comment

Meios de Pagamento

China pede que comerciantes parem de rejeitar dinheiro

Published

on

china

Desde julho de 2018, o banco central da China já lidou com 602 casos envolvendo estabelecimentos comerciais rejeitando pagamentos em dinheiro, de acordo com a Tech Asia.

O banco central da China começou a reprimir os comerciantes que se recusam a aceitar dinheiro (papel moeda), dizendo que ele prejudica os direitos do consumidor e o status legal e também alertou contra a “sobreposição” do conceito de uma sociedade sem dinheiro.

Entre os comerciantes que foram obrigados a aceitar dinheiro novamente, há o supermercado Hema da Alibaba. A cadeia de varejo permite que os compradores digitalizem mercadorias com seus smartphones para ver mais informações e pagar por suas compras com o aplicativo Hema. Seguindo o pedido do banco central, as lojas Hema começaram a aceitar dinheiro novamente.

Estima-se, segundo a TechinAsia, que na China mais de 30% das pessoas nascidas nos anos 50 estão tendo dificuldades em pagar em dinheiro.

São os consumidores ou empresas que ditam o comportamento/futuro dos produtos e serviços? Na China já dá para saber…

Continue Reading

Meios de Pagamento

O massacre das maquininhas de cartões (o fim do POS).

Published

on

pos maquininhas

Maquininhas de cartão de crédito terão pouco tempo de vida e agora começa o teste real dos adquirentes.

* Esse não é um post patrocinado. 

Existe obviamente, um movimento forte por mobilidade em pagamentos, mas nunca houve uma afronta às maquininhas das empresas consolidadas no mercado, pelo menos aqui no Brasil. Com a Rappi, iFood, Mercado Livre e cia, o jogo vai trazer novos competidores e isso é a certeza que podemos ter, da mudança.

Massacre adiante?

Eu estive ontem na loja da Ofner (Moema-SP) para tomar um café de R$5,00. Fui pagar no débito e me deparei com a foto abaixo do aplicativo Rappi no balcão de pagamento.

rappi pay

Parecia uma propaganda simples, mas eu parei a transação no plástico e pedi para pagar no Rappi Pay. Demorou exatos 30 segundos para que a transação fosse concluída. O aplicativo da Rappi já estava integrado ao sistema da NCR que gerencia o sistema frente-caixa da loja. E tudo fluiu de forma simples.

rappi pay brasil

Panetones com QR Code.

Eu literalmente me senti saindo de um carro do Uber há 6 anos atrás, quando fiquei com a ligeira sensação que meu cartão não tinha sido debitado, depois de uma corrida. Vem um massacre por aí, pelo que a história pôde nos ensinar. Vários pontos da cidade já tem o sistema da Rappi integrado, caso da padaria Benjamin.

Olha essa dupla, disputando um espaço de trilhões de dólares.

No final de tudo, fiquei muito decepcionado com a minha compra, porque só então descobri que, se eu tivesse gasto R$50,00 eu teria levado um panetone na faixa, oferecido pela Rappi.

Feliz natal.

 

Continue Reading

Meios de Pagamento

A Prisma, maior empresa de pagamento da Argentina, deve ser vendida.

Published

on

prisma meios de pagamento

Não é só no Brasil que a guerra das maquininhas acontece.

A matéria do Brazil Journal descreve que a Advent (um dos maiores fundos do mundo) está prestes a fechar um acordo com a Prisma, uma das maiores empresas de pagamento da Argentina. O fundo quer comprar o controle acionário da adquirente, que tem como sócios, 14 bancos do país.

Foto: Reprodução Prisma.

O Governo Macri vem trabalhando forte na iniciativa de descentralizar o controle de grandes bancos no setor, abrindo o caminho para novos players. Por lá, as bandeiras ainda são aceitas apenas por alguns players. A Visa, por exemplo é aceita somente pela Prisma, já a Master é aceita pela First Data, que tem presença por lá também. À partir do ano que vem as bandeiras deverão ser aceitas por todas adquirentes.

O acordo deve chegar a U$1,4 bilhões.

 

Continue Reading

featured