Connect with us

Meios de Pagamento

GO.K cria Business Unit para outsourcing estratégico em transformação digital

Published

on

Existem atualmente 845 mil empregos no setor de Tecnologia da Informação e Comunicação no Brasil, e a demanda anual por novos talentos projetada entre 2019 e 2024 está em 70 mil profissionais. Porém, apenas 46 mil pessoas se formam ao ano no Ensino Superior com o perfil necessário para atender essas vagas. Segundo estudo divulgado pela Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), o mercado de TI pode apresentar um déficit de 290 mil profissionais em 2024.

“Na minha visão, a transformação digital deixou de ser apenas um assunto de mercado, mas uma transição essencial, um caminho sem volta. Todas as empresas, principalmente as tradicionais devem caminhar para se tornarem uma empresa de tecnologia e principalmente focada na jornada dos seus clientes. O déficit de profissionais de tecnologia já é uma realidade, principalmente na área de desenvolvedores mobile, arquitetos de solução, computação e nuvem, data analytics, segurança cibernética, inteligência artificial, para citar algumas”, diz Cristiano Kanashiro, CEO da GO.K, consultoria de inovação digital.

Segundo o estudo, para garantir que não haja um “apagão técnico” em um futuro próximo, é preciso contar com políticas de incentivos estudantis e maior fomento para graduações em tecnologia para aumentar a mão de obra qualificada na área de Tecnologia da Informação e Comunicação. Para atender a demanda de mercado que já existe, a GO.K desenvolveu uma unidade de negócios focada em conduzir a transformação digital dentro das empresas.

“Lançamos recentemente uma “Business Unit” focada em desenhar equipes de liderança e gestão estratégica com diferentes habilidades e conhecimentos para desenvolver inovação e projetos digitais dentro das empresas”, conta Kanashiro.

“A prática do outsourcing já existe faz tempo, porém identificamos uma lacuna – apenas contratar profissionais e alocá-los dentro do cliente não funciona, é preciso ter gestão, metodologia, práticas, trazer a cultura de inovação para que o choque com a cultura anterior seja minimizado”, explica. Segundo Kanashiro é preciso levar uma bagagem de gestão que envolve 3 grandes pilares, estratégia, experiencia e tecnologia. Para reforçar a nova unidade de negócios o time conta com a business partner Monique Ferrari e o business development Rafael Bellarmino.

Kanashiro tem consciência que futuramente o movimento natural será que empresas absorvam essas unidades e equipes, ainda assim, para se tornar digital é preciso um esforço maior que criar uma área e contratar profissionais. “Existe o choque cultural e é fundamental ter uma visão de atuação bimodal, ou seja, sem atrito, unificando o legado com o novo. É preciso gestão de inovação e é nessa frente que nossa “Business Unit” vem atuar”.

Investindo no futuro

Com base no déficit de profissionais de tecnologia, a GO.K também está implementando ações para a formação de profissionais, além do Programa de Trainee existe o Jovem Goker que é um programa de Jovem Aprendiz que seleciona candidatos a partir de 14 anos, e ao longo de pouco mais de um ano oferece experiências em todas as áreas da empresa, incluindo Business, Design, Desenvolvimento e Gestão de Projetos. Depois de pouco mais de um ano, o objetivo é que o jovem tenha adquirido o espírito inovador e conhecimento em tecnologia. “É uma imersão no universo de inovação e transformação digital. O objetivo é, também, colaborar para suprir as necessidades do mercado”, conclui Kanashiro.

Sobre a Go.K

Consultoria de inovação digital que há dez anos trabalha em parceria com os clientes para desmistificar o mundo digital, conduzindo-os à inovação tecnológica por meio de estratégias disruptivas e assertivas. Atua desde a estratégia do negócio, concepção, desenvolvimento, execução dos projetos digitais até a gestão da operação no dia a dia. É a responsável pelos principais projetos de inovação digital do mercado de empresas que atuam em diversas indústrias como Pernambucanas, Coca-Cola, Grupo Avenida, JSL, Energisa, Hypermarcas, COTY e Ajinomoto. Capitaneada por Cristiano Kanashiro, CEO e especialista em inovação digital, a empresa carrega a visão integrada de negócio sustentada em três pilares: estratégia, experiência e tecnologia. www.gok.digital

Click to comment