Connect with us
itau bitcoin itau bitcoin

Regulamentação

Itau prepara lançamento de bandeira. Ofensiva à ELO?

Published

on

Após um ano de espera pela burocracia, a Itaú anunciou que a sua parceria com a MasterCard para a criação de um novo cartão de crédito e de débito deve ser concretizada entre o primeiro e o segundo trimestre de 2017.

A joint-venture conseguiu a aprovação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) para o lançamento da nova bandeira, mas terá que respeitar algumas restrições definidas pelo órgão. Muitos acreditam que a nova bandeira do Itaú e MasterCard é uma ofensiva direta à Elo, marca do Bradesco, Banco do Brasil e Caixa. Esta já conta com mais de 95 milhões de clientes em todo o país e está sob a tutela da Cielo.

Nome da nova bandeira ainda não foi revelado

A novidade por pouco não ficou apenas no papel, pois o Cade impugnou a proposta por considerar que haveria uma concentração de mercado nas mãos do Itáu e MasterCard. Isso porque a operadora, junto com a Visa, já controla 90% do mercado de cartões no Brasil, e o banco é o maior emissor de cartões de pagamento e controla a Rede.

Mas, o caso foi levado ao tribunal do Cade e acabou sendo autorizado.

Entre as recomendações feitas pelo Cade está o fato do nome do novo produto não poder remeter nem ao Itaú nem à MasterCard para evitar a migração de cliente do já existente cartão Itaú MasterCard para a nova bandeira. Por conta desse entrave, além de uma possível estratégia de marketing, ainda não foi revelado o nome da nova bandeira.

Além disso, a join-venture teve sua existência aprovada por apenas 7 anos, quando a proposta será reavaliada pelo órgão. As taxas praticadas pelo novo cartão também deverão ser divulgadas para o mercado, de forma a evitar que estas não estejam alinhadas com o que é oferecido pelas outras bandeiras. O Itaú também perdeu o direito de veto no conselho administrativo da joint-venture, como estava no projeto inicial.

Itaú promete manter HiperCard

Apesar da aposta alta no novo cartão, o Itaú promete que o Hipercard será mantido. A bandeira conta com 5 milhões de cartões ativos, mas já está há 40 anos no mercado, tendo forte presença no norte e sul do país. Sua fatia é de 3,7% do mercado nacional, percentagem semelhante à do cartão American Express.

Vamos aguardar os próximos capítulos.

Luciana é uma jornalista radicada em Dublin na Irlanda. Redatora, já foi Relações Públicas do Estado da Bahia. É uma das melhores jornalistas de finanças do país.