Connect with us
maiores fintechs do Brasil maiores fintechs do Brasil

Fintechs

Maiores fintechs do Brasil: quais são?

Published

on

Você sabe quais são as maiores fintechs do Brasil? Com o grande salto da transformação digital, a combinação entre serviços financeiros e tecnologia está em alta – e muitas organizações brasileiras estão aproveitando essa onda.

Segundo dados da Distrito Dataminer, no período entre 2015 e 2019 ocorreram mais de 200 rodadas de investimento em fintechs, totalizando US$ 2,4 bilhões. Além disso, só em 2019 os investimentos chegaram a US$ 900 milhões – representando 35,6% do capital investido em startups no ano.

As maiores fintechs do Brasil aproveitam esse momento aquecido do mercado e atuam com base na cultura de inovação. Por meio da transformação de produtos e serviços, as fintechs brasileiras conseguem otimizar a experiência entre usuário e as finanças. Isso sem falar na redução da burocracia e dos custos para todas as partes envolvidas.

Quer conhecer melhor as maiores fintechs do Brasil? Então confira ao longo deste artigo.

O fenômeno de crescimento das fintechs no Brasil

Quando falamos sobre as maiores fintechs do Brasil, é importante compreender o caminho percorrido por essas organizações para alcançar esse patamar. E certamente isso passa pela combinação entre inovação, tecnologia e finanças.

Os dados levantados pelo levantamento mensal Inside Fintech Report, realizado pelo Distrito Dataminer, mostram que a crise econômica causada pela pandemia não afetou o setor de fintechs, que viveu seu melhor ano da história em 2020 – com uma captação de 1,9 bilhão de dólares ao longo do ano pelas startups financeiras.

Enquanto analisamos as maiores fintechs do Brasil, outras mais de 875 jovens negócios se encaixam nessa categoria e devem continuar crescendo no mercado. Segundo o levantamento realizado pela Distrito, 49,6% das fintechs brasileiras foram criadas entre 2016 e 2019. O mercado das fintechs no Brasil é dividido em 14 categorias, sendo que as de maior representatividade são:

  • 16,4% meios de pagamento – serviços, produtos e tecnologias para facilitação e processamento de pagamentos;
  • 15,8% crédito – sistemas de oferta e concessão de crédito;
  • 15,1% backoffice – softwares e serviços para gerenciar a vida financeira de empresas.

Quais são as maiores fintechs do Brasil?

Em meio a este cenário de otimismo, diversas empresas se destacam no mercado. Confira a seguir quais são as maiores fintechs do Brasil:

Nubank

Não poderíamos falar sobre as maiores fintechs do Brasil sem falarmos do Nubank. Esse banco digital surgiu em 2013 com uma proposta diferente dos bancos tradicionais – e sem a cobrança de taxas para os usuários.

O Nubank trouxe diversas formas de inovação para permitir que os usuários consigam gerenciar seu dinheiro de forma ágil, simples e muito segura. Isso inclui um app amigável, comunicação simples, cartão de crédito por aproximação, e muito mais.

Creditas

A Creditas é uma fintech de São Paulo que trabalha com crédito a juros abaixo do mercado e prazo maiores. Para isso, exige garantias reais, como carros ou imóveis quitados.

Méliuz

A Méliuz é uma fintech pioneira no conceito de cashback – que está se tornando cada vez mais popular no Brasil. Trata-se de uma vertente diferenciada para o conceito de programas de fidelidade.

Na prática, a Méliuz funciona da seguinte forma: para cada compra que um consumidor faz em lojas, uma porcentagem é devolvida em crédito que pode ser usado em futuras compras.

Quinto Andar

O QuintoAndar é uma empresa que atua dos dois lados de uma relação de locação de imóveis. De uma ponta, ajuda proprietários a alugar seus imóveis sem burocracia e com mais lucratividade. Na outra ponta, auxilia quem busca um lugar para morar a achar o aluguel de seus sonhos.

E os corretores de imóveis também tem seu lugar – intermediando as transações com ajuda do aplicativo. Além disso, o QuintoAndar garante o pagamento da locação – assim, os inquilinos não precisam de fiador.

PicPay

O PicPay é um aplicativo de pagamento que funciona como uma carteira digital. Entre seus recursos estão as compras pelo smartphone com cartão de crédito, transferência de dinheiro entre outros usuários da plataforma, segurança para transações em tempo real e online – além da possibilidade de acumular créditos com cashbacks.

Neon

O Neon é uma plataforma que permite que os usuários contem com uma conta digital e com serviços bancários livres de tarifas abusivas e totalmente online. Entre os serviços oferecidos pelo Neon estão cartão de crédito e movimentação bancária.

Stone

A Stone é uma das principais fintechs de meios de pagamento no Brasil. A fabricante e credenciadora fornece máquinas de cartões multibandeiras – que processam operações de cartão de crédito, débito e voucher.

XP Investimentos

A XP Investimentos é uma corretora de valores brasileira, considerada uma das maiores corretoras independentes do Brasil. Com 18 anos de mercado e mais de 1,7 milhão de clientes ativos, a XP almeja se tornar a maior fintech do mundo.

Youse

A Youse oferece seguros auto, residencial e de vida a preços mais acessíveis. Simulando os seguros online Youse, o cliente escolhe as coberturas e assistências que quiser. Assim, conforme os serviços são acrescentados ou retirados, o valor mensal do seguro é calculado para o cliente, que só paga pelo que pretende usar.

Vitreo

A Vitreo é uma gestora digital que possui como propósito mudar a relação que as pessoas têm com seus investimentos. Para isso, utiliza a tecnologia para garantir uma jornada fácil, personalizada e transparente.

Banco Inter

O Banco Inter funciona de forma semelhante a um banco tradicional – mas com o diferencial de que todas operações podem ser feitas de forma digital e gratuitamente. O banco trabalha com conta digital para pessoa física, pessoa jurídica e MEI – além de outros serviços.

Toro investimentos

A Toro Investimento é reconhecida entre as maiores fintechs do Brasil por ter sido a primeira a abrir uma corretora de valores. Suas funcionalidades são voltadas aos usuários que querem investir com a segurança da poupança, mas com a possibilidade de comparar alternativas de investimentos e buscar mais lucratividade.

PagSeguro

O PagSeguro é outra das maiores fintechs do Brasil e, certamente, um dos meios de pagamento mais conhecidos do país. A plataforma possui inúmeras funcionalidades e preza pela segurança das transações – incluindo vendas online e offline.

GuiaBolso

O GuiaBolso é um aplicativo financeiro que tem a proposta de unificar as contas e cartões em um só lugar, analisando os dados e selecionando os melhores produtos financeiros para perfil de cada usuário.

São várias soluções diferentes voltadas para pessoas físicas e empresas – incluindo ofertas para empréstimos.

Bidu

O Bidu é uma plataforma com o objetivo de mapear as melhores opções de seguros e produtos financeiros existentes no mercado.

Na prática, a ferramenta realiza comparações de seguros de automóveis, saúde, casa, entre outros. Além disso, os serviços oferecidos ainda incluem empréstimo pessoal, cartão de crédito e opções de financiamentos.

Tendências para acompanhar

Acabamos de ver algumas das maiores fintechs do Brasil atualmente. Mas o que podemos esperar das tecnologias voltadas para os serviços financeiros no futuro? Aqui estão algumas tendências para ficar de olho:

Consumidor

O mercado consumidor é talvez o mais saturado e também o mais fácil de conquistar. Os consumidores, no entanto, tendem a ter baixa lealdade e ser sensíveis ao design e à experiência inicialmente, mas depois são influenciados pelo preço e pela conveniência.

  • Há uma grande variedade de aplicativos de finanças pessoais desenvolvidos com base em APIs bancárias e com diferentes níveis de sofisticação.
  • Muitos novos tipos de seguradoras estão surgindo, com foco em diferentes tipos de seguro do usuário final (carro, bicicleta, etc.). Este é o tipo de seguro que menos exige capital e é o mais fácil de decolar.
  • Muitas empresas têm como alvo os trabalhadores autônomos, oferecendo serviços ao número cada vez maior de pessoas que trabalham de maneiras alternativas.
  • O espaço de crédito está muito lotado, da mesma forma que no espaço B2B, criando um ambiente propício para aquisições e consolidação.
  • O espaço de gestão de patrimônio e investimento é mais diferenciado e interessante. O avanço da tecnologia de IA agora torna possível oferecer serviços como o reequilíbrio frequente do portfólio de investimentos, que antes estavam disponíveis apenas para investidores privados sofisticados ou indivíduos de alto patrimônio líquido.

B2B

Os clientes corporativos são notoriamente desafiadores. Os ciclos de vendas são muito mais longos, os clientes podem ser mais exigentes, exigem muitos recursos personalizados e, muitas vezes, esperam que um certo grau de serviços profissionais seja fornecido junto com produtos de tecnologia. No entanto, eles também são muito lucrativos e podem fornecer renda ao longo de vários anos, se encontrarem uma solução para um problema real de negócios.

  • As fintechs voltadas para empresas são muito mais diferenciadas – tendem a se concentrar em serviços de negócios e processos de negócios essenciais. O diferencial está nas empresas que oferecem uma ferramenta que pode ajudar não apenas a agilizar o processo, mas também a reduzir custos.
  • A gestão de fortunas e os mercados de capitais são os segmentos-alvo predominantes para os investidores. Conforme o segmento de consumo amadurece, produtos mais complexos visando clientes mais sofisticados estão surgindo.
  • Aplicativos e infraestrutura de IA são as áreas mais interessantes para investimento e ofertas mais diferenciadas – a evolução da tecnologia de IA cria um terreno fértil para novas ideias.

B2B – Empresas de pequeno a médio porte

As pequenas e médias empresas oferecem grandes oportunidades para a comunidade empresarial fintech. As PMEs lutam com o aumento da complexidade imposta a elas pela mudança de tecnologias e muitas vezes não têm os recursos para construir ferramentas internas.

  • Um ótimo exemplo disso são as ferramentas que facilitam a automação da contabilidade e da fatura. Benefícios e serviços bancários comerciais também estão se tornando mais populares.
  • O espaço de empréstimo está muito lotado, em uma veia semelhante ao espaço de empréstimo para consumidores – os participantes mais estabelecidos sobreviverão, mas uma consolidação é esperada.

Você já conhecia as maiores fintechs do Brasil? Está de olho nas tendências desse setor para o futuro? Então continue acompanhando os conteúdos do Fintechs.com.br!

Advertisement
Click to comment