Connect with us
cashback meliuz cashback meliuz

Meios de Pagamento

Méliuz, líder em cashback, mostra números e cara de gente grande.

Published

on

Com uma proposta inovadora, o Méliuz já ultrapassou a barreira dos 2 milhões de usuários inscritos em apenas 5 anos de fundação. E a fórmula de tanto sucesso é simples: praticidade, um produto de alto interesse e zero burocracia.

E o produto de alto interesse oferecido por eles é algo de que todo mundo gosta: cashback ou, simplesmente, dinheiro vivo de volta à conta bancária de quem se cadastra na plataforma.

Nossa dica: fique de olho nessa empresa.

Como funciona a Méliuz?

  1. Empresas interessadas em participar do programa pagam para anunciar no Méliuz.
  2. As empresas decidem o valor/porcentagem do cashback a ser devolvido aos consumidores cadastrados no programa.
  3. Consumidores cadastram-se no site Méliuz em questão de minutos e sem assumir qualquer compromisso.
  4. Consumidor busca pela loja de sua preferência no site Méliuz, é informado sobre a oferta específica daquela loja, e segue as instruções para fazer a compra e ter acesso ao cashback.
  5. Consumidor vê no extrato Méliuz o valor do cashback como pendente cerca de 2 dias após a compra.
  6.  A empresa confirma o pagamento do consumidor entre 30 e 60 dias
  7. Valor do cashback é liberado para o consumidor
  8. Consumidores com mais de R$20,00 disponíveis podem solicitar o resgate do cashback acumulado para a conta bancária

O cliente não tem nenhum custo extra, nem nenhuma dor de cabeça durante qualquer fase do procedimento. E isso explica o porquê de tanta gente estar aderindo ao programa desde 2011.

Ideia veio de insatisfação pessoal com os programas de fidelidade tradicionais

O Méliuz foi fundado por Ofli Guimarães e Israel Salmen após estes decidirem encerrar as atividades da Solo Investimentos. E a ideia surgiu da própria insatisfação deles com relação aos programas de fidelidade existentes, os quais não deixam nada fácil o resgate dos pontos, de um modo geral.

cashback meliuz

Equipe Méliuz. Foto: Reprodução meliuz.com.br

Assim, eles decidiram criar uma solução que tornaria este tipo de estratégia de marketing muito mais fácil e interessante para o cliente. E a proposta do Méliuz veio daí, eliminando a necessidade de cartões, coleta e cálculo de pontos, ou de definição de prêmios específicos. Hoje, a empresa conta com mais de 2 mil lojas parceiras, e já devolveu quase R$20 milhões para os seus clientes. Somente no ano passado, o Méliuz movimentou R$320 milhões, e a meta é fechar este ano em R$1 bilhão.

Além disso, de olho no sucesso do negócio, diversos investidores têm acreditado na Méliuz, como o empresário francês Fabrice Grinda – o qual já apostou no Alibaba e no Uber. E ele foi apenas um dos cinco investidores a autorizar a liberação de recursos para empresa em 2015.

méliuz

Israel Salmen (à esquerda) e Ofli Guimarães, fundadores da Meliuz (Foto: PEGN).

O pé no varejo off-line

Para atingir a meta de 1 bilhão, a empresa passou a atuar também em estabelecimentos físicos desde o segundo semestre deste ano, tornando-se pioneira neste segmento em todo o Brasil. A Choperia Almanaque, em Belo Horizonte, foi o primeiro estabelecimento comercial físico a aderir a proposta, oferecendo de volta aos seus clientes 5% do valor pago na conta.

Logo depois, foi a vez de sete lojas do GF Supermercados, no sul de Minas, aderir à proposta, seguidas pela construtora de empreendimentos de alto padrão Grupo EPO – esta oferece 1% do valor gasto na compra de imóveis comerciais e residenciais em forma de cashback.

Impressionante.

Luciana é uma jornalista radicada em Dublin na Irlanda. Redatora, já foi Relações Públicas do Estado da Bahia. É uma das melhores jornalistas de finanças do país.