Connect with us

Meios de Pagamento

Phoebus é pioneira no segmento de transações comerciais

Published

on

A Phoebus já passou da maioridade. E oferece com uma ampla gama de serviços focados na captura e processamento de transações comerciais, além de soluções voltadas para o TEF dedicado.

Fundada em 1997, dentro de uma incubadora de pesquisas da Universidade Federal da Paraíba, já nasceu pioneira ao desenvolver o primeiro sistema de pagamentos de contas via terminais POS para uma das maiores e mais tradicionais instituições financeiras nacionais, o Banco do Brasil. Foi também a primeira a garantir a possibilidade de fazer recarga de celular via terminal POS, e a permitir que as concessionárias de serviços públicos pudessem oferecer facilidades extras para seus clientes, como segundas-vias, religação, desbloqueio, e pagamento de débitos e sem boletos.

phoebus1

Foto: Reprodução Phoebus

Com esse currículo, é de se esperar que os serviços oferecidos pela Phoebus sejam não só de alta qualidade, mas também antenados com a última palavra em tecnologia voltada para transações comerciais.

Phoebus tem amplo portfólio em captura e processamento de informações

Na área de captura e processamento de informações, a Phoebus conta com uma Plataforma de Multiserviços baseada em softwares especializados. Desta forma, ela consegue oferecer os seguintes serviços de processamento, entre outros:

  • Gerenciamento de redes de captura
  • Network Operational Center 24 x 7 x 365
  • SLA aderente ao cliente
  • Gestão de infraestrutura

Em termos de mercados, além de concessionárias de serviços públicos, correspondentes bancários e recarga de produtos pré-pagos, a empresa também atua junto aos seguintes setores:

  • Redes Adquirentes: crédito, débito e TEF dedicado
  • Bandeiras de cartão: convênio, frota e Private Label
  • Fidelidade: acúmulo de pontos, resgate de promoções, saldo e extrato

Sistema de TEF dedicado pode ser integrado à automação comercial

A Phoebus conta ainda com um sistema TEF dedicado que permite que qualquer estabelecimento comercial  possa aceitar os principais cartões de crédito e de débito disponíveis no mercado usando apenas uma conexão à internet ou um link X.25.

A solução da empresa agrega ainda um serviço de consulta a cheques e a possibilidade de oferecer recarga de celular, podendo ser também integrado pela Phoebus ao sistema de automação comercial do cliente. Além disso, é possível  incluir mais de uma loja ou check-out e terceirizar toda a infraestrutura de conexão e gateway com as adquirentes e bandeiras.

O sistema de TEF dedicado da Phoebus tem portabilidade garantida entre sistemas que suportam tecnologia Java e são entregues com ampla documentação, com direito a simuladores. A empresa acompanha todo o processo de integração e de homologação de parceiros, e oferece suporte técnico 24 x 7 via telefone ou Skype.

O cliente também pode optar por incluir os serviços extras de datacenter primário e secundário e de conciliação transacional com as adquirentes.

Phoebus conta com diversas certificações de nível internacional

Os serviços e produtos da Phoebus contam com diversas certificações de nível internacional. O seu sistema de TEF dedicado, por exemplo, foi certificado pelas principais adquirentes brasileiras, seguindo as regras do PA-DSS.

A Phoebus foi também a primeira empresa brasileira do segmento de software a receber o CMMI nível 2, modelo internacional de qualidade. Sua equipe de projetos é certificada pelo Project Management Institute, e a empresa conta ainda com o certificado MPS.BR nível F.

Luciana é uma jornalista radicada em Dublin na Irlanda. Redatora, já foi Relações Públicas do Estado da Bahia. É uma das melhores jornalistas de finanças do país.

Advertisement
Click to comment

Meios de Pagamento

Fintech Chargify adquire plataforma de reconhecimento de venda

Published

on

chargify

A fintech americana Chargify adquiriu na semana passada a ProRata, uma startup que ajuda em relatórios de reconhecimento de receita e análise de faturamento.

A ProRata, fundada em 2014, em Atlanta, é uma empresa que ajuda na conciliação de receitas provenientes de empresas com modelos recorrentes. Esse é o casamento perfeito para empresas de software no mercado americano, que depois de mudanças na lei de impostos por lá, o reconhecimento e comprovação de receita se tornou grande desafio. Desde 2017, para estarem em acordo com a receita federal americana (IRS), as empresas precisam estar aderentes com as normas ASC 606, que regulamenta a questão fiscal de empresas de tecnologia.

A união das soluções Chargify + ProRata pode ser muito bem comparadas por aqui no Brasil, como cobrança + conciliação dos recebíveis (que sistemas de conciliação fazem).

Continue Reading

Meios de Pagamento

Pagamentos recorrentes vão atingir R$1,8 trilhões em 2021.

Published

on

recorrentes pagamento

Chegou a hora da Economia da Recorrência, segundo relatório de consultoria americana Research and Markets.

O relatório, publicado nessa semana, prevê que as transações recorrentes, processadas em cartões de débito e crédito nos Estados Unidos, atingirão U$ 473 bilhões até 2021. Cerca de R$1,8 trilhões! Uma transação de cartão recorrente é aquela em que as credenciais de pagamento são armazenadas com um comerciante/provedor para uso futuro. Isso existe para permitir pagamentos recorrentes de faturas, facilidade no checkout rápido em um site/app ou pagar por uma assinatura, planos e mensalidades.

O relatório, nomeado de “Mercado Americano de Pagamentos Recorrentes 2017-2021”, prevê uma aceleração nesse tipo de processamento para os próximos anos.

Só a Amazon, processou cerca de U$7 bilhões de cobranças recorrentes do seu Amazon Prime, serviço de assinatura exclusivo da empresa. E isso é um dos principais ativos da empresa, que espera crescer 50% no serviço no próximo ano. Esse tipo de solução de cobrança (também chamado de pagamentos recorrentes) é essencial para serviços como software (SaaS), serviços de streaming, clubes de assinatura e toda empresa que possui um modelo de cobrança recorrente na venda. Apesar do relatório ser um grande instrumento para analisar mercado americano, dá um bom gosto do que podemos ver em outros mercados.

A Economia da Recorrência na mira de Wall Street

No nosso estudo “A economia que transformou empresas como Netflix, Slack, Smartfit e Sem Parar” (clique para ler), fizemos bastante pesquisas para analisar essa realidade das empresas SaaS e assinaturas no mundo e no Brasil. Esse estudo até aqui, é o maior já feito sobre a Economia da Recorrência no mundo.

recorrencias

Relatório da Vindi contempla dados exclusivos de empresas do modelo. (Fonte: Vindi)

O próprio desempenho do IPO do Zuora, deu esse sinal para o mercado. Chegou a hora das recorrentes na bolsa. Docusign, Spotify, Survey Monkey e Dropbox abriram capital nos últimos meses e as ações estão indo muito bem, colocando as recorrentes na mira de Wall Street. Cases como a MoviePass e a Adobe também foram amplamente cobertos pelo relatório.

“Os compradores gostam da conveniência de inserir suas informações de conta apenas uma vez. E os comerciantes apreciam a conectividade que atingem com seus clientes quando transações recorrentes são usadas, assim como o fluxo de caixa consistente, que elas criam nessa modalidade. Da mesma forma, os emissores gostam do volume de transações que as recorrentes criam quando os cartões são usados”, comenta um co-autor do relatório.

Os pagamentos recorrentes on-line ou por celular estão crescendo numa frequência grande e está ficando complexo acompanhar a evolução dos tipos de negócios que estão sendo criados, segundo relatório da Research and Markets.

adobe recorrencia

Adobe é um fenômeno que catapultou os resultados da empresa. (Foto: Livro Recorrência)

Realidades fortes como IOT (internet of things) já usam esse tipo de solução e só tenderá a crescer, mesmo com o impacto grande da GDPR chegando por aí. Compra com um clique também é uma necessidade grande desse tipo de negócio. Grandes varejistas precisarão ter um parceiro importante (PCI Compliance) para viabilizar a melhor experiência do cliente nisso.

Acesse o relatório exclusivo.

recorrencia livro

Continue Reading

Meios de Pagamento

Grana preta no mercado de pagamentos

Published

on

adiq

Grana preta para 2019. Pelo menos é isso que o mercado de pagamentos vem sugerindo para o próximo ano.

Com a Cielo caindo cerca de 4% hoje (19/11), especulações e informações não param de circular. Uma delas, que é quente e que foi publicada no Estado de SP, é que a ADIQ (do banco BS2) se prepara para receber um investidor estratégico para ganhar força no mercado.

Payment as a Service

Ainda em pequenos passos estratégicos, a ADIQ vem conectando importantes parceiros de meios de pagamento para se posicionar como um payment as a service de varejistas, marketplaces e até players fortes como a Adyen, por exemplo. Se a estratégia dará certo, não sabemos, mas que a grana preta está vindo, está.

Outro player de pagamento nacional, está fechando uma rodada grande (centenas de milhões) para ampliar a oferta de meios de captura no país.

Não vai ficar fácil para ninguém, nem para os grandes.

Continue Reading

featured