Connect with us

Meios de Pagamento

Startup Unocoin levanta rodada de investimentos

Published

on

A empresa indiana de processamento de bitcoins, a Unocoin, levantou cerca de R$5 milhões em recursos vindos de sete investidores dos Estados Unidos e Índia – um valor muito mais alto que os modestos US$200 mil que ela obteve no início de suas atividades e que está sendo considerado com um recorde no mercado indiano de bitcoins.

A empresa conta com cerca de 100 mil usuários na Índia, os quais usam a sua plataforma para comprar, vender, e guardar bitcoins. O sistema funciona com o suporte de 30 funcionários e está disponível desde 2013, processando mais de 200 milhões rúpias indianas por mês. Entre os investidores norte-americanos que decidiram apostar na Unocoin estão o Digital Currency Group (fundado pelo investidor Barry Silbert), Boost VC (de Adam Draper, filho do bilionário Tim Draper), Bank to the Future, e o FundersClub. Já entre os indianos estão Blume Ventures, Mumbai Angels e ah! Ventures.

Unocoin chamou a atenção pela constante inovação

Essas empresas não decidiram investir na Unocoin sem um motivo claro. E, com certeza, eles encontraram mais que uma única razão quando começaram a analisar o perfil da Unocoin. A empresa tem sido responsável pela implementação de diversas inovações no ramo, tais como o Bitcoin Systematic Investment Plan, Bitcoin Point of Sale App e o trading Bitcoin Over-The-Counter. Eles operam ainda carteiras digitais Bitcoin e serviços para comerciantes, além de permitir que seus clientes comprem e vendam bitcoins de forma simples e segura.

Os investidores que embarcaram nesta nova fase da Unocoin também apontaram o constante interesse desta em educar os seus clientes sobre como lidar com bitcoins como uma das razões que os levaram a confiar na solidez da empresa. Além disso, também chamou a atenção o crescimento constante e acelerado da empresa, o qual não parou nem por um momento desde a sua fundação.

Cerca de 95% da Índia não tem cartão de crédito

Esse crescimento é compreensível, já que cerca de 95% da população indiana não têm cartão de crédito e quase metade destes sequer tem conta bancária. E, em vez de verem isso como um ponto negativo, os fundadores da Unocoin acreditaram (e continuam acreditando) que os bitcoins surgem como alternativa promissora para a Índia. E, o mais importante de tudo isso, é que eles compreendem estes desafios de forma local e procuram constantemente por alternativas capazes de permitir que qualquer pessoa tenha acesso a bitcoins. E foi essa certeza e capacidade de inovação e criatividade que lhes garantiu 1,5 milhão de dólares.

Resta saber se eles continuarão neste ritmo mesmo diante de tantos desafios criados por um mercado tão novo e inexplorado como é o de bitcoins.

Luciana é uma jornalista radicada em Dublin na Irlanda. Redatora, já foi Relações Públicas do Estado da Bahia. É uma das melhores jornalistas de finanças do país.

Advertisement
Click to comment