Connect with us

Meios de Pagamento

Getnet alcança 8% de market share

Published

on

getnet-pedro-coutinho

A adquirente do grupo Santander, mostra o poder do banco e da estratégia da empresa, atingindo um número muito importante: 8% do market share do mercado de adquirência no Brasil. Após novos entrantes colocarem o desconforto nas grandes, a empresa fundada em Campo Bom, no Rio Grande do Sul, parece ter acertado a venda para o Santander e de quebra, a estratégia comercial está validando o bilhão desembolsado pelo banco espanhol.

A Getnet foi fundada por José Renato Hopf, que começou a empresa com apenas 8 colaboradores em 2003. Chamada anteriormente de “a rede dos excluídos”, a “Get” como é carinhosamente chamada pelos colaboradores, começou operando localmente, com o Goodcard e começou a crescer organicamente numa estratégia de recarga de pré-pago. Outra decisão acertada foi colocar no POS, recargas de bilhete de ônibus, processos de correspondentes bancários e serviços agregados como consultas ao Serasa. Agora, já grande e completamente integrada aos processos do Santander, a Getnet começa a abocanhar alguns dos melhores pedaços do mercado. Algumas iniciativas, como foco em universidades e no próprio varejo, fazem dela uma ótima jogadora do segmento. A agressividade, combinada com a proposta de banking do Santander, também incomoda Cielo e Rede.

jose renato hopf getnet

Jose Renato Hopf nos tempos de Getnet. (Foto Reprodução: Getnet)

A Cielo ainda é líder com bastante folga, mas já vê o crescimento importante da Getnet apertando. Para se ter uma ideia do avanço da operadora, basta olhar a análise que a Cielo publicou em Abril desse ano. A Getnet detinha:

4,4% do mercado em Dez/12;

5,7& em Dez/13 e;

7,3% em Dez/14.

O crescimento da participação da empresa (comandada por Pedro Coutinho) de 1% ao ano, representa em valores, bilhões e bilhões mensalmente sendo abocanhados do mercado de cartões no país.

market share adquirentes

Fonte: Cielo (http://pt.slideshare.net/cielositeri/20150401-cielo-abrilv2)

A briga vai acirrar ainda mais quando as bandeiras forem abertas a todos os players. O que se sabe é que Rede, Cielo e Getnet, já vão sair na frente para transacionar sem restrições as bandeiras Amex, Hipercard e outras.

É de se elogiar o crescimento de uma empresa, que mudou de dono (pela aquisição do Santander), de direção e ainda redesenhou uma nova marca, em tão pouco tempo, para já colher frutos dessa grandeza.

 

O ponto de encontro das fintechs e revolução financeira no país.

Conteúdo especial

report meio de pagamento

Receba primeiro.

Tudo que importa sobre fintechs!

Invalid email address
A gente prepara o melhor.

Categorias