Connect with us

Meios de Pagamento

Accesstage investe R$ 5 milhões em Fintech que usa Inteligência Artificial para “acelerar” a recuperação de crédito

Published

on

O número de brasileiros com alguma conta em atraso ou com restrição no CPF para contratar crédito ou fazer compras parceladas é assustador. Segundo dados da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), já são mais de 60,2 milhões de pessoas nessas condições no país, o que representa 39,6% da população entre 18 e 95 anos. Ruim para aqueles que ficam sem condições de consumir, pior para as empresas que não conseguem receber.

De olho nesse cenário, a Accesstage, especialista em soluções para intercâmbio de dados financeiros, decidiu investir R$ 5 milhões na Negocie Online, fintech com uma plataforma inovadora de autosserviço digital que oferece uma experiência omnichannel no atendimento entre as empresas e seus clientes. Por esse modelo, todas as etapas de cobrança são realizadas de forma online e com uso intensivo de BOTs, onde o cliente interage por meio do canal de comunicação que preferir, como Portal de Autosserviço Digital e Negociação, WhatsApp, SMS, Agente Virtual, push notifications ou e-mail, com a mínima interferência humana possível. Essa etapa do processo encaixa perfeitamente com as soluções oferecidas pela Accesstage, gerando uma experiência 360º para o cliente, desde a remessa e registro do boleto, por exemplo, até a confirmação do pagamento efetuado pelo cliente final, passando ou não pelo processo de cobrança.

O processo implementado pela Negocie Online permite migrar o cliente para o canal digital de forma orquestrada, trazendo uma redução de até 40% nas interações humanas. “Transformamos a régua de cobrança das empresas em uma experiência digital para seus clientes, automatizando e mensurando estímulos por meio da inteligência artificial e score de acionamento que otimiza o contato com os clientes bem como os custos da operação”, explica Celso Sato.

A plataforma se integra com os diversos canais como, por exemplo, app e website, onde o cliente é direcionado para a Negocie Online de forma transparente, sem perceber a mudança de plataforma. “Com isso, toda cobrança é estimulada de forma estratégica e qualitativa. Falamos com ele no meio em que está inserido para recuperar o crédito de nossos parceiros de forma ágil e transparente. Com uma estrutura 100% em nuvem, o cliente pode acessar a qualquer dia e hora as informações contidas na plataforma, independente do canal digital escolhido pelo seu cliente final e da geografia onde estão as operações de backoffice digital”, explica Luis Ferras CEO da Negocie Online.

Inteligência artificial como estratégia de conversão

Com a Negocie Online, a empresa interage com o cliente por meio do canal de comunicação que ele preferir, criando uma experiência omnichannel. “A plataforma aprende com o usuário. Se ele responde mais por WhatsApp, é por lá que será feito o contato, se é por SMS, então será por esse recurso que negociaremos. E isso fica armazenado no banco de dados caso ele venha a se tornar inadimplente para a empresa”, explica o presidente da Accesstage.

Celso Sato explica que muitas empresas terceirizam seus canais de cobrança de acordo com o tempo transcorrido da dívida. “Ele passa um mês em uma empresa de cobrança, depois mais um mês em outra e daí por diante. Porém, quando esse devedor resolve pagar e sai de uma empresa terceirizada para outra, esta perde todas as condições propostas. Então, o novo atendimento passa a trabalhá-lo novamente e aí temos uma grande perda de tempo de trabalho e investimento, além da perda da recuperação de crédito”, argumenta. Com a Negocie Online, o canal é único e integrado. “A empresa recupera seu crédito porque possui um canal inteligente, seguro e integrado que não permite esse tipo de situação corriqueira acontecer”, revela.

A plataforma possui uma base com mais de 5 milhões de inadimplentes trabalhados mensalmente. Desse total, mais de 1,5 milhão a acessa, gerando volume superior a 300 mil transações via chat, mais de 350 mil promessas de pagamentos e mais 200 mil transações pelos BOTs de SMS, chat, Facebook Messenger e WhatsApp, todos com uso de inteligência artificial.

Segundo Ferras, o processo gera uma migração de 100 mil clientes por mês para o autosserviço digital que iriam para o atendimento humano e mais de R$ 12 milhões de ganho anual com a migração do atendimento de voz para os BOTs, Portal de Negociação e chat do Negocie Online.

“A confiança e segurança do cliente em utilizar o autosserviço digital é percebido pela migração de 25% do total de atendimento das interações humanas no receptivo de voz para a mídia de chat no período, sendo que a redução nas interações de voz caíram 12% para nossos clientes. Isso mostra que estamos conseguindo atingir um número maior de clientes no processo digital percebido no aumento das interações humanas de voz e chat somados”,

Fonte: Ecommerce News

Crédito

MIT elege inovadores e três deles estão em fintechs brasileiras

Published

on

Fintechs brasileiras serão reconhecidas (e premiadas) pelo MIT. 3 empreendedores estão entre os mais inovadores da América Latina e vão receber hoje, o prêmio no México.

MIT Technology Review Under 35, é um “Oscar” para jovens inovadores no mundo todo. O reconhecimento feito através de uma votação, elege as pessoas com menos de 35 anos, com o maior potencial para mudar o mundo, através de suas empresas e invenções. 11 brasileiros estão na lista, 3 deles estão ajudando o mercado financeiro.

Os eleitos vão receber o prêmio num evento exclusivo, na Universidade de Guadalajara. Conheça um pouco dos 3 brasileiros que estão ajudando (e mudando) o setor financeiro por aqui.

Aline Oliveira, fundadora da Traive

A Traive é uma plataforma que facilita empréstimos agrícolas e analisa de dados para melhorar a previsão do risco de investimento em agricultura. A principal razão por trás da dificuldade de obter empréstimos acessíveis é que os bancos não têm as ferramentas para estimar corretamente o risco de não pagamento pelo agricultor.

Lincoln Ando, CEO da IDwall

IDwall é uma plataforma de dados que bancos, marketplaces e fintechs usam. No Brasil, a abertura de uma conta bancária pode levar até 15 dias, devido a todas as verificações necessárias feitas manualmente. Os bancos que usam a IDwall reduziram esse tempo para menos de três minutos. A plataforma (que usa inteligência artificial) verifica a saúde do cliente em mais de 200 fontes de dados, desde listas de inadimplência até listas de resoluções judiciais.

Victor Santos, fundador da Airfox

Airfox é um app que funciona como uma carteira digital que não precisa estar associada a nenhuma conta corrente ou cartão de créditoLançado em março de 2018, o aplicativo já conta com 12 mil usuários que conseguiram obter 1,2 mil empréstimos. Essa é uma ponta para resolver o problema dos desbancarizados no Brasil e na América Latina.

victor airfox

Conheça a lista completa aqui.

mit technology review

Continue Reading

Meios de Pagamento

“Recorrência” da Vindi, disseca modelo de Netflix, Spotify, Smartfit e Sem Parar

Published

on

livro recorrencia

Recorrência” da Vindi, disseca modelo de Netflix, Spotify, Smartfit e Sem Parar e educa mercado.

O estudo da Vindi, intitulado de “Recorrência: a economia que transformou empresas como Netflix, Slack, Smartfit e Sem Parar” é por si só, um belo ensaio de como gigantes adotaram um modelo infalível de vendas recorrentes e se transformaram nos maiores benchmarkings de seus mercados.

O estudo, que virou um livro gratuito, já foi acessado por milhares de empresas no Brasil.

Com recortes de depoimentos de alguns dos maiores CEO’s do mundo, análises de IPO’s de empresas recorrentes e até estudos de caso detalhados, o livro “Recorrência” é um conteúdo que toda empresa de serviço deve ter como obrigação de leitura.

recorrencia livro

O estudo é gratuito, acesse agora.

 

Continue Reading

Meios de Pagamento

Mercado Pago recebe licença do Bacen para ser instituição de pagamentos

Published

on

stelleo tolda - mercado livre

O Banco Central autorizou! Agora, o Mercado Livre (e o Mercado Pago) vão ficar ainda mais fintech.

Em matérias da Reuters e Valor, o Mercado Livre publicou os resultados do trimestre e afirmou ter recebido do Banco Central (BC), a autorização para o Mercado Pago funcionar como uma instituição de pagamento no Brasil. Bela tacada do marketplace, que em breve poderá permitir pagamentos e transferências entre lojistas sem a intervenção de outras instituições financeiras.

Com grande representatividade no ecommerce brasileiro, o ML é um colosso da internet na América Latina. Com a carência de serviços financeiros em todo esse território, o grupo pode aumentar consideravelmente a presença na vida financeira de pequenos lojistas.

 

Continue Reading

Conteúdo especial

RECORRENCIA LIVRO

Receba primeiro.

Tudo que importa sobre fintechs!

Invalid email address
A gente prepara o mlehor.

featured

Copyright © 2015 ~ 2018 fintechs.com.br