Connect with us

Bancos Digitais

Bancos lucram US$ 237 bilhões em 2018

Published

on

Em meio a receitas crescentes e redução de impostos, a Corporação Federal de Seguros de Depósitos(FDIC) anunciou na quinta-feira (21/02) que o setor bancário lucrou US $ 237 bilhões em 2018.

Ao mesmo tempo, a receita de juros saltou 8,1% durante o trimestre em relação ao ano anterior. Além disso, os saldos de arrendamento e empréstimos aumentaram 2,1% em relação ao trimestre anterior. Em um anúncio , a presidente da FDIC, Jelena McWilliams, disse:

“Os saldos dos empréstimos expandiram, as margens líquidas de juros melhoraram e o número de ‘bancos problemáticos’ continuou a cair”.

No entanto, McWilliams acrescentou que “o recente achatamento da curva de juros pode apresentar novos desafios em empréstimos e financiamentos”.

Foi relatado que apenas 6,5% dos bancos não tiveram lucro em meio à indústria, tendo US $ 205 bilhões em receita trimestral. A Bloomberg também observou que os grandes bancos estavam “ganhando uma folga” em relação ao que pagam ao fundo de seguro de depósitos do FDIC à medida que a agência alcançava sua “meta estatutária”.

Em janeiro, também foi relatado que os bancos devem ter um lucro recorde de mais de US $ 100 bilhões . Ao mesmo tempo, dos pequenos bancos e daqueles que são mais vulneráveis ​​ao fracasso, apenas oito faliram em 2017. No caso de uma falência bancária, o regulador procura vender seus ativos para outra instituição, enquanto a FDIC assume responsabilidades por os ativos deixados para trás.

É evidente que o sistema financeiro brasileiro figura sempre entre os mais rentáveis do mundo, independente da conjuntura. Os 4 maiores bancos do país lucraram juntos um total de R$ 73 bilhões no Brasil em 2018 e apesar das dificuldades os números mostram força da retomada de crédito no país.

  • O Itaú foi a instituição com maior lucro absoluto, de R$ 24,977 bilhões, aumento de 4,22% em relação ao ano anterior.
  • O maior crescimento foi do Santander, cujo lucro saltou 52,13% de 2017 para 2018, atingindo R$ 12,166 bilhões – mas problemático na qualidade.
  • O lucro do Bradesco aumentou 30,2%, para R$ 19,085 bilhões.
  • O lucro do Banco do Brasil subiu 16,81%, para R$ 12,862 bilhões

O crédito, principalmente à pessoa física, foi o grande protagonista da maior parte dos balanços de bancos no país. As carteiras subiram em todos os bancos:

  • 6,1% no Itaú;
  • 7,8% para o Bradesco;
  • 9,7% no Santander
  • 1,8% no caso do BB.

Em suma, os bancos brasileiros cada vez mais se consolidam como os mais lucrativos do mundo, com destaque para o spread. Nesse sentido, a realidade do sistema financeiro brasileiro, em um contexto mundial, é extremamente positiva e que em nada autoriza o costumeiro queixume dos banqueiros.

Product Manager da Serasa Experian. Sou designer apaixonado por marketing, mordido pela publicidade e produtos digitais, metódico, realista, dedicado e pra sempre aprendiz.