Connect with us
cloudwalk cloudwalk

Meios de Pagamento

Cloudwalk, tecnologia a favor do mercado de pagamentos

Published

on

A importância de se haver uma melhoria no sistema de meios eletrônicos de pagamento no Brasil é crescente. Tendo em vista que cartões, outros meios eletrônicos e virtuais, são os mais utilizados e práticos, pois viabilizam a realização de vários tipos de transações, devemos esperar uma boa gama de novas empresas surgindo e resolvendo problemas. Os comércios, empresas, e a população de um modo geral, com a veloz evolução tecnológica, anseiam novas formas de pagamentos e novos serviços, a fim de promover uma inclusão social financeira.

Essa brecha que o mercado dá, tem feito surgir novas oportunidades de negócios, despertando na indústria a vontade de desenvolver novas soluções em meios de pagamentos. Como exemplo temos, agregado às maquinhas de cartão, a possibilidade de efetuar recarga de celular pré-pago, compra de cartões de frota, ingressos, efetuar pagamentos bancários, entre outros. Isso por si só é uma tremenda oportunidade em qualquer lugar do mundo, quem dirá num mercado como o Brasil, cheio de “porquês”.

Pensando nisso, a CloudWalk, empresa brasileira com representantes também nos EUA e Canadá, desenvolveu uma plataforma de aplicações de pagamento que permite prototipagem rápida, emulação e publicação de aplicações para terminais POS, que suporta também o desenvolvimento de outros tipos de aplicação como as citadas acima (ingressos para eventos, private label, recarga de celular, venda de bitcoins, gerenciamento de armazéns e estoque e outras aplicações para os diversos nichos de mercado). Incrível, né?

cloudwalk

Ruby on rails em pagamentos? Thanks god! (Foto: Reprodução CloudWalk)

O CEO da CloudWalk falou no site FintechLab sobre como esse mercado está expandindo e dando oportunidade às empresas que se destacam em inovação e acompanham a era virtual. A afinidade em resolver problemas no mercado de pagamentos é tão grande, que a empresa foi uma das convidadas para subir ao palco do evento Money2020 em Las Vegas. O evento focado em serviços financeiros é um dos mais respeitados do mundo. A CW vai subir ao palco para apresentar o pitch e representar o Brasil.

Como funciona a CloudWalk?

Poucos sabem, mas os POS (Point Of Sale – Ponto de venda) ou maquininhas de cartão, são mini computadores, conectados à internet e capazes de fazer inúmeras coisas além de pagamentos. Assim, a CloudWalk funciona como uma plataforma na nuvem que cria e distribui aplicativos para as POS. Funciona da seguinte forma: o programador cria um app diretamente no navegador usando linguagem simples, parecida com HTML e finaliza enviando o aplicativo para todos os POS cadastrados em sua plataforma, com um único clique.

cloudwalk

Aplicações focadas nos developers? Foto: (Reprodução: CloudWalk)

O desenvolvimento desses aplicativos são feitos 100% via browser e o deploy é feio de forma simultânea a qualquer maquinha suportada pela CloudWalk. A plataforma oferece monitoramento em tempo real de todas as transações realizadas em conjunto com mecanismo de inteligência artificial que detecta e notifica qualquer erro que possa acontecer por ventura, fazendo com a solução seja integral, tornando-se assim uma plataforma revolucionária sobre as máquinas de cartão.

Além disso, todas as ferramentas, assim como gerenciamento de aplicações, dispositivos e estatísticas da conta incluem acesso seguro. Independente de qual seja o dispositivo de pagamento (Verifone, PAX, Panasonic e etc), todos eles podem ser monitorados de um só lugar, pois a CloudWalk oferece total transparência e controle sobre os dispositivos de pagamento cadastrados.

Nuvem, aplicação e PCI Compliance

Por ser uma plataforma segura, integralmente compatível e certificada com os padrões da indústria de pagamento (incluindo PCI-DSS, PA-DSS e EMV), a CloudWalk está a frente do seu tempo, com um sistema na nuvem que visa democratizar os meios de pagamento, onde consumidores, empresários e comerciantes tenham acesso à tecnologia de maneira confiável e única em um único terminal POS. Fundada em 2013 por Luis Silva, Eliézer Pimentel e Behzad Malek, a CloudWalk é uma evolução da Plataforma Walk, empresa desenvolvedora de aplicações para POS, fundada em 2010.

Hardware, software e background de pagamentos. Coisa boa!

Advertisement
Click to comment

Meios de Pagamento

Plataforma de cobrança recorrente Aria Systems recebe U$30M de investimentos.

Published

on

aria systems

A plataforma de cobrança recorrente americana, Aria Systems, anunciou a rodada de U$30M de investimentos.

O foco da empresa será investir o capital em crescimento forte no próximo ano. Concorrente direta da Zuora, a Aria atende médias e grandes empresas pelo mundo, que usam sua solução para automatizar cobranças.

A empresa, que foi fundada em 2003, na Califórnia, já recebeu cerca de U$150 milhões de investimentos e tem clientes como Experian, Philips, Audi entre outros cases que vendem no modelo de assinaturas.

São fortes no mercado editorial americano, atendendo alguns dos principais grupos de mídia impressa e digital.

Continue Reading

Meios de Pagamento

Fintech Chargify adquire plataforma de reconhecimento de venda

Published

on

chargify

A fintech americana Chargify adquiriu na semana passada a ProRata, uma startup que ajuda em relatórios de reconhecimento de receita e análise de faturamento.

A ProRata, fundada em 2014, em Atlanta, é uma empresa que ajuda na conciliação de receitas provenientes de empresas com modelos recorrentes. Esse é o casamento perfeito para empresas de software no mercado americano, que depois de mudanças na lei de impostos por lá, o reconhecimento e comprovação de receita se tornou grande desafio. Desde 2017, para estarem em acordo com a receita federal americana (IRS), as empresas precisam estar aderentes com as normas ASC 606, que regulamenta a questão fiscal de empresas de tecnologia.

A união das soluções Chargify + ProRata pode ser muito bem comparadas por aqui no Brasil, como cobrança + conciliação dos recebíveis (que sistemas de conciliação fazem).

Continue Reading

Meios de Pagamento

Pagamentos recorrentes vão atingir R$1,8 trilhões em 2021.

Published

on

recorrentes pagamento

Chegou a hora da Economia da Recorrência, segundo relatório de consultoria americana Research and Markets.

O relatório, publicado nessa semana, prevê que as transações recorrentes, processadas em cartões de débito e crédito nos Estados Unidos, atingirão U$ 473 bilhões até 2021. Cerca de R$1,8 trilhões! Uma transação de cartão recorrente é aquela em que as credenciais de pagamento são armazenadas com um comerciante/provedor para uso futuro. Isso existe para permitir pagamentos recorrentes de faturas, facilidade no checkout rápido em um site/app ou pagar por uma assinatura, planos e mensalidades.

O relatório, nomeado de “Mercado Americano de Pagamentos Recorrentes 2017-2021”, prevê uma aceleração nesse tipo de processamento para os próximos anos.

Só a Amazon, processou cerca de U$7 bilhões de cobranças recorrentes do seu Amazon Prime, serviço de assinatura exclusivo da empresa. E isso é um dos principais ativos da empresa, que espera crescer 50% no serviço no próximo ano. Esse tipo de solução de cobrança (também chamado de pagamentos recorrentes) é essencial para serviços como software (SaaS), serviços de streaming, clubes de assinatura e toda empresa que possui um modelo de cobrança recorrente na venda. Apesar do relatório ser um grande instrumento para analisar mercado americano, dá um bom gosto do que podemos ver em outros mercados.

A Economia da Recorrência na mira de Wall Street

No nosso estudo “A economia que transformou empresas como Netflix, Slack, Smartfit e Sem Parar” (clique para ler), fizemos bastante pesquisas para analisar essa realidade das empresas SaaS e assinaturas no mundo e no Brasil. Esse estudo até aqui, é o maior já feito sobre a Economia da Recorrência no mundo.

recorrencias

Relatório da Vindi contempla dados exclusivos de empresas do modelo. (Fonte: Vindi)

O próprio desempenho do IPO do Zuora, deu esse sinal para o mercado. Chegou a hora das recorrentes na bolsa. Docusign, Spotify, Survey Monkey e Dropbox abriram capital nos últimos meses e as ações estão indo muito bem, colocando as recorrentes na mira de Wall Street. Cases como a MoviePass e a Adobe também foram amplamente cobertos pelo relatório.

“Os compradores gostam da conveniência de inserir suas informações de conta apenas uma vez. E os comerciantes apreciam a conectividade que atingem com seus clientes quando transações recorrentes são usadas, assim como o fluxo de caixa consistente, que elas criam nessa modalidade. Da mesma forma, os emissores gostam do volume de transações que as recorrentes criam quando os cartões são usados”, comenta um co-autor do relatório.

Os pagamentos recorrentes on-line ou por celular estão crescendo numa frequência grande e está ficando complexo acompanhar a evolução dos tipos de negócios que estão sendo criados, segundo relatório da Research and Markets.

adobe recorrencia

Adobe é um fenômeno que catapultou os resultados da empresa. (Foto: Livro Recorrência)

Realidades fortes como IOT (internet of things) já usam esse tipo de solução e só tenderá a crescer, mesmo com o impacto grande da GDPR chegando por aí. Compra com um clique também é uma necessidade grande desse tipo de negócio. Grandes varejistas precisarão ter um parceiro importante (PCI Compliance) para viabilizar a melhor experiência do cliente nisso.

Acesse o relatório exclusivo.

recorrencia livro

Continue Reading

featured