Connect with us
O que é insurtech O que é insurtech

Seguros

O que é insurtech? E como essa inovação muda o mercado de seguros

Published

on

Você já ouviu falar sobre o crescimento do segmento de insurtech? O uso de novas tecnologias chegou ao setor de seguros. E isso gera diversas soluções que estão mudando a forma como esses serviços podem ser oferecidos ao público.

O seguro é um contrato entre uma seguradora e o segurado. A seguradora garante o pagamento por um evento futuro incerto – como uma inundação, acidente de carro ou morte. Em troca, o segurado paga um prêmio menor – geralmente em prestações mensais ou anuais – em troca dessa possível proteção futura. Essa relação continua muito semelhante atualmente, mas a tecnologia pode ser incorporada para simplificar os processos e gerar benefícios para ambas partes.

Quer entender melhor o que é insurtech e como a tecnologia pode ser aplicada ao mercado de seguradoras? Confira logo a seguir!

Afinal, o que é insurtech?

Insurtech é a união da abreviação de seguro (insurance, em inglês) com tecnologia (technology, em inglês). Em um sentido amplo, insurtech consiste em tecnologias em constante mudança e novos produtos que são usados no setor de seguros.

Em um mundo simplificado, muitos veem a insurtech como a tecnologia por trás do seguro. Porém, esse é um termo aplicado a muitos segmentos de novas tecnologias que estão inseridas no mercado de seguros: aplicativos de smartphones, wearables para atividades do consumidor, ferramentas de aceleração de sinistros, tratamento de políticas online, processamento automatizado de conformidade, e mais.

A insurtech não é apenas um aumento na forma como a tecnologia está presente na indústria de seguros, mas também está mudando as expectativas e demandas dos consumidores. Várias mudanças nas preferências do consumidor estão aumentando a demanda por cobertura personalizada e interação aprimorada com o cliente. Os consumidores estão exigindo mais e só continuarão a se tornar mais seletivos à medida que forem expostos a ofertas inovadoras.

Como funciona a insurtech?

A compra de seguro há muito é vista como uma experiência difícil e temida.

  • Lidar com agentes de vendas insistentes que são incentivados por comissões, não pelos melhores interesses dos clientes.
  • Pilhas de papelada cheias de jargões confusos de difícil entendimento.
  • Passar semanas (senão meses) no processo, apenas para descobrir que você teve a cobertura negada de qualquer maneira.

Mas a insurtech está mudando isso para melhor:

  • Tornando a cobertura mais acessível.
  • Reduzindo custos para seguradoras e segurados.
  • Agilizando o início da cobertura.

Hoje, você pode realizar pesquisas, comparar suas opções e comprar seguro online com a comodidade de seu telefone ou computador. O impacto da insurtech pode ser encontrado em quase todos os setores do setor de seguros, desde o seguro residencial até o seguro de vida.

A comodidade proporcionada pela insurtech permite que pessoas físicas e jurídicas tenham acesso rápido a produtos e serviços de seguros, economizando um tempo precioso e eliminando as antigas frustrações de comprar seguros. Os clientes não apenas têm mais opções de seguro à sua disposição, mas também podem personalizar a cobertura de seguro para atender às suas necessidades específicas.

As pessoas podem encontrar novos benefícios com as seguradoras por meio de aplicativos, dispositivos de monitoramento automático e ferramentas de rastreamento de atividades com wearables. Os proprietários de pequenas empresas podem comprar diferentes tipos de cobertura em um só lugar. Praticamente qualquer pessoa pode preencher um formulário online em questão de minutos.

Benefícios da insurtech

A insurtech foi criada por um motivo: aumentar a eficiência com que o setor de seguros faz negócios. Por isso, são diversos os benefícios trazidos pela união da tecnologia com os seguros:

Apólices de seguro personalizadas

Os dispositivos IoT levaram à produção de políticas personalizadas com base em conjuntos de dados mais abrangentes. Com a maior quantidade de dados existentes e a facilidade de acesso a esses dados, as seguradoras têm mais informações para definir um prêmio. Dispositivos conectados à internet que coletam dados pessoais agora são aproveitados por essas empresas para construir uma imagem mais abrangente de um indivíduo e definir prêmios mais precisos.

Por exemplo, um indivíduo que busca seguro automóvel pode ser solicitado a instalar um dispositivo telemático em seu carro que mede coisas como o número de eventos de frenagem brusca, se o motorista está acelerando e com que força o carro está virando. Esses pontos de dados são compilados ao longo de um período de tempo e avaliados para determinar qual prêmio específico o indivíduo pagará.

Seguro para pequenas empresas

Historicamente, as pequenas empresas têm pouca prioridade para as seguradoras. Seus prêmios são baixos e há apólices corporativas muito maiores, no valor de milhões de reais por ano, pelas quais as seguradoras podem competir. Devido à falta de potencial de lucro, muitas seguradoras simplesmente não ofereciam apólices para pequenas empresas. A falta de disponibilidade de ofertas limitava as opções dos proprietários de pequenas empresas e dificultava a escolha de um seguro adequado.

Agora, no entanto, os aplicativos insurtech reduziram o nível de dificuldade para as pequenas empresas garantirem um bom seguro. O software insurtech também permitiu que as empresas lidassem com as complexidades que acompanham o seguro para pequenas empresas, melhorando o processamento de dados e levando em consideração conjuntos de dados maiores e mais variados.

A prova da expansão dessa parcela do mercado está no financiamento. A Next Insurance, uma startup de insurtech com foco em apólices de seguro para pequenas empresas, fechou recentemente uma rodada de financiamento de US $ 83 milhões. A rodada de financiamento da Next é indicativa do reconhecimento da oportunidade no mercado de seguros para pequenas empresas.

Gestão de sinistros

A insurtech reforçou a conexão entre seguradora e segurado. Uma área em que isso é muito aparente é o processamento e gerenciamento de sinistros. Existem dezenas de aplicativos de gerenciamento de sinistros que melhoram e geram mais agilidade no processamento de sinistros.

Esses aplicativos aumentam a eficiência e a velocidade com que as empresas podem lidar com as notificações que recebem. Existem vários aplicativos de software de gerenciamento de sinistros com tecnologia de IA que automatizam pelo menos uma parte do processo de sinistros. Esses aplicativos geralmente assumem a forma de um chatbot para os segurados usarem ao enviar uma notificação. O chatbot pode verificar os detalhes da política, executar a notificação por meio de um algoritmo de detecção de fraude e entrar em contato com o banco com instruções sobre como enviar o pagamento de reembolso.

Aplicativos de seguro voltados para o cliente

O crescimento das insurtechs também representa aplicativos acessíveis ao cliente fáceis de usar que os segurados podem usar para enviar e gerenciar suas reivindicações. Isso remove um pouco do estresse do que pode ser um processo assustador.

Outro desenvolvimento positivo oferecido por alguns aplicativos da insurtech é a tecnologia de reconhecimento facial alimentada por IA. Essa tecnologia está incorporada ao portal de atendimento ao cliente dentro desses aplicativos de seguro e é usada para verificar a identidade de um indivíduo que está enviando uma notificação. Isso reduz o tempo necessário para processar notificações e emitir o pagamento devido.

Exemplos de insurtech

Você ficou curioso sobre as insurtechs que já estão em atividade no mercado? Aqui estão alguns exemplos para acompanhar:

  • Bidu. A Bidu é uma corretora de seguros online, que conta com uma plataforma integrada com a de grandes seguradoras. A partir disso, torna-se possível entregar propostas de seguros em poucos segundos.
  • Youse. A Youse é uma plataforma de vendas de seguros online. Em um processo 100% online, essa insurtech garante a cotação, personalização e contratação de seguros.
  • Thinkseg. A ThinkSeg é uma plataforma de seguros mobile que integra consumidores, corretores e seguradoras. A contratação do seguro pode ser feita 100% por dispositivos móveis. Além disso, a ThinkSeg oferece um aplicativo que analisa o modo como o motorista dirige para a contratação de seguro auto. A partir disso, quem é considerado um bom motorista pelo aplicativo ganha um desconto de até 40% no valor do seguro.
  • Pitzi. A Pitzi é uma insurtech especializada em seguros para celulares. A insurtech tem parceria com redes varejistas para levar seus programas de seguro de celular aos clientes de forma prática e eficiente.
  • Amar Assist. A Amar Assist é uma plataforma digital de assistências em seguros especializada em saúde e “pós-saude”. São vários planos que podem ser contratados online.
  • Pier.digita. A Pier é uma seguradora digital que oferece planos de seguro para auto e celular – com reembolsos realizados em segundos.

Você já sabia o que é insurtech? Quer continuar acompanhando mais conteúdos como este? Então fique ligado no Fintechs – o ponto de encontro das fintechs brasileiras.

Advertisement
Click to comment