Connect with us

Meios de Pagamento

O clube das fintechs bilionárias

Published

on

fintechs-brasileiras

Não é de hoje que as empresas com pouco tempo de vida atingem o status de “unicórnio” pelo mundo. O advento da internet e da inovação, criou um universo de startups avaliadas em mais de U$1 bilhão de dólares por aí. Algumas delas, já valem mais do que empresas centenárias. Não é novidade.

Mas agora, parece que as fintechs também estão começando a acessar essa lista tão almejada por novos empreendedores. inclusive no Brasil.

O clube das fintechs bilionárias

O mercado financeiro sempre foi de grande emoção. Seja nas bolsas de valores, como no mercado de tecnologia. Fazer transações, emprestar dinheiro e gerenciar investimentos estão cada vez mais fáceis e acessíveis no mundo, por conta das fintechs. Os bancos sabem disso. E pequena gigantes já estão nascendo sem sequer completar 5 anos de vida. Separamos aqui uma lista das fintechs (elaborada pelo WSJ) que já fazem parte do clube dos milhões (em valution) no mundo. São os “unicórnios” da tecnologia financeira.

fintechs-bilionárias

Fintechs Bilionárias (Fonte: WSJ)

China Rapid Finance

É o Lending Club da china. O aplicativo mobile já emprestou grana suficiente para se comprar um país pequeno da América Latina. Com mais de 4000 funcionários é o maior case de empréstimos pessoais. Avaliada em U$1 bilhão.

Kabagge

Empréstimo para pequenas empresas, de forma simples e funcional. Através de um sistema interligado com API‘s, a plataforma americana permite a leitura de dados de vendas de Amazon, Paypal, Square, eBay, entre outros serviços para liberar crédito. Avaliação: U$1 bi.

Avant

Outra de empréstimo. A plataforma já emprestou dinheiro para cerca de 450 mil pessoas! Com um algoritmo apuradíssimo, ela concede empréstimos pessoais e refinanciamento de dívidas, 100% online. Avaliação: U$2 bilhões. Local: Chicago – USA.

Credit Karma

9 em cada dez listas citam a Credit Karma como uma das maiores potências no segmento de fintechs. Por quê? Além de ter mais de 40 milhões de usuários registrados, a plataforma permite que clientes controlem seus gastos, busquem melhores condições de empréstimo e conheçam a saúde financeira própria. Avaliação: U$3,5 bilhões. Local: USA.

Funding Circle

A inglesa FC, está avaliada em U$1 bilhão. Ajuda pequenas empresas a tomar empréstimo rápido, sem a necessidade e burocracia de bancos. 15 mil empresas já tomaram empréstimos e mais de 48 mil pessoas já investiram. Mais de um bilhão de libras já passaram pela plataforma.

Powa

A Powa Technologies é inglesa também. Ela influencia consumidores a comprar de forma intuitiva no varejo on-line e off-line. Além de uma plataforma Saas para gerenciar ações de marketing, a empresa também possui um mPos que vem crescendo aceleradamente por lá. Avaliação: U$2, 7 bilhões

SoFi

A fintech dos universitários. Além de financiar (e refinanciar) o crédito estudantil, a SoFI (Social Finance) já está emprestando dinheiro para consumo e hipoteca nos EUA. Avaliação: 4 bilhões.

Zhongan

A Zonghan é chinesa e atua como um marketplace e plataforma para seguradoras analisarem risco, para corretoras finalizarem o contrato e minerar dados para tomada de decisões no mercado asiático. Avaliação: U$8 bilhões.

Stripe

Super hype dos pagamentos, o Stripe é a plataforma de pagamento mais cobiçada no mundo. Considerada a mais inovadora também, está avaliada em U$ 5 bilhões e está em grande expansão no mundo (já estão em 24 países). Fundada na Irlanda.

Adyen

Holandesa, a Adyen é a principal oponente do Stripe no mundo. Com uma forte atuação no mercado corporate, a empresa vem tomando seu espaço de forma considerável. É inclusive uma das poucas que consegue com excelência, atender projetos omni-channel. Avaliação: U$2,3 bilhões.

Lufax

Simplesmente o maior P2P para empréstimos pessoais da China. Pessoas e empresas podem ter acesso a crédito, financiados por outros usuários da plataforma, que recebem comissão sobre empréstimos realizados. Avaliação: U$9,6 bilhões. É a mais “cara” da lista.

Mozido

O app Mozido é um sucesso. Além de realizar pagamentos, é também um aplicativo para fidelidade muito eficiente. É o que o Foursquare não conseguiu fazer no mobile. Os números dela são impressionantes. Avaliação: U$2,4 bilhões. Local: Austin, Texas.

Klarna

É uma plataforma de pagamentos focada no e-commerce que proporciona uma segurança maior para compradores, garantindo através de um seguro, a realização da compra + entrega sem riscos. Fundada em 2005, está avaliada em U$1,4 bilhões. É americana.

Lakala

Fornecedora de soluções de pagamento para serviços financeiros, a chinesa Lakala é uma das pequenas gigantes que conseguem controlar pagamentos off-line no país e realizar empréstimos de forma rápida. Avaliada em U$1,6 bilhões.

Prosper

A Prosper é um site/app de financiamento P2P que está arrebentando nos USA. Concorrente direto do Lending Club (do Google), a plataforma já emprestou mais de U$6 bilhões. Avaliada em U$1,9 bilhões.

Paytm

É o principal nome da Índia quanto o negócio é digital sales e pagamento. Fundada em Nova Delhi, a plataforma permite que lojistas possam receber através de soluções e-commerce e mobile. Avaliação: U$1,9 bilhões.

Quais fintechs brasileiras podem entrar na lista?

Algumas não foram citadas na lista do WSJ, porém já foram descritas por nós no post “Fintechs são reunidas numa lista do Vale do Silício“, vale conferir. Mas algumas brasileiras podem entrar logo nessa lista. Nossa aposta:

Nubank – O “roxinho” pode entrar logo mais nessa lista se conseguir cumprir alguns importantes passos para se tornar de fato um banco.

Stone – A adquirente vem fazendo todo seu ecossistema de pagamentos funcionar para alavancar a fatia de mercado no Brasil. Tem cara de unicórnio.

Além de outras que podem provar nos próximos anos, um potencial ainda maior com abertura do mercado de pagamentos que está por se consolidar.

LEIA também: 

Fintechs de pagamento que agitam o mercado

Por que as fintechs serão compradas pelos bancos

 

 

 

 

O ponto de encontro das fintechs e revolução financeira no país.

Advertisement
Click to comment